sexta-feira, 31 de outubro de 2003

Tá vendo Tão...que porcaria que eu fiz? E ainda acho que sou webdesigner...tsc...tsc...
blog novo!!! blog novo!!!
TESTE...que catastrofe
Se existir um céu, onde todas as pessoas que já não fazem mais parte dessa vida caotica e carnal que estamos inseridos. eu quero muito que meu pai esteja lá. Tomando suco de pera, ouvindo Roberto Carlos e sua "Cavalgada"
e assistindo o Palmeiras ganhar todos os dias.
Papito faria hoje 63 anos e ainda me ensina coisas: Paciencia, disciplina, amor por mim. É...hoje, ao contrário de outros anos, tudo está leve e eu quero muito viver esse dia de aniversário de forma que eu lembre somente de boas coisas, relembre embutidos ensinamentos dele e ache graça
das minhas incursões aos campos de futebol. No meio de um bando de garotinhos mais velhos e chatos. A única menininha de vermelho. Sempre.Se há um dia das bruxas, e se a gente pode exorcizar demonios. Hoje é o dia da alma e eu vou exorcizar tristezas, colocando, sorrateiramente em seu
lugar, boas lembranças...que gracinha. Hoje há tanto para dizer.

quarta-feira, 29 de outubro de 2003

Estou empolgadíssima:
Tõ lotada de trabalho até a próxima encarnação,
meu namorado não gostou da idéia de eu me filiar a uma sociedade
local que protege animais.
Tá. Isso é chato...mas a ideia de fazer o cartão de natal está me motivando...adoro criar...adoro...adoro!!!

terça-feira, 28 de outubro de 2003

SONHOS MALUCOS DE IRIS...e ela quer fazer e de repente, se houver oportunidade, faz.

* participar do rally paris akar
* bump jump em sao pedro.
* comprar varias barras de chocolate sem peso nenhum na consciencia
* sair na rua dançando e cantando com roupas de fadas
* tomar chuva beijando na boca
* ir até paris de trem e tomar um lachinho (feito por mim) na champ's elise
* ter um amigo em cada canto do mundo
* viver em estase poetico por um dia
Fala sério. Nem tenho o que postar pois nada vai ser tão emocionalmente
doce e profundo do que as coisas que andei lendo. VAi aí meu email resposta de um desses textos:

Olá tio!
Bacana isso tudo. Me lembra a frase do general Mac Artur que diz que o forte só é
forte sozinho. Colocando isso pra dentro da gente, podemos encontrar a solidao de mundo e vida. Aquela que pune por um tempo, poda, mas faz crescer e nos torna melhor. Achei tão digno tudo isso que li hoje. O teu texto, o da cidadã do linux (que eu odeio..não a cidadã mas o linux).
Isso tudo tem a cara de crescimento. E, embora muitas vezes o mundo conspire contra a nossa propria gana de vencer. O tempo. Somente o tempo com sua adorável maneira cruel de nos fazer crescer. Nos leva de volta as alturas, como fenix que somos, invariavelmente. e ai velhinho...aí a gente remonta a nossa historia porque, na verdade, o vencedor se mede não pela quantidade de vitorias e sim pela qualidade pela qual foram forjadas. E isso que eu li são
textos de pessoas que venceram, independente das tempestades ao redor. Cara...maluco isso. Nem vou postar no meu blog. Vou escrever isso aqui!
Beijocos

segunda-feira, 27 de outubro de 2003

MAraVilhoSO...na
medida dos meus sonhos.

sexta-feira, 24 de outubro de 2003

olha a capa do livro do meu amigo:





não é uma viagem?

Multicolores. é como eu gostaria de estar. Hoje eu entrei
num lugar e vi mas coisas que fizeram meu chão flutuar. Redefinindo minha vida percebo que tudo não passa de ser exatamente como era antes. Emoções altas, planos mil, muita vontade de fazer alguma coisa que modifique por completo meus anos de infima existência, solidão acumulada. Nada muda. A não ser o passar dos dias que insistem em me mostrar, rindo, como se já soubessem desse fim, que nada vai mudar. Absolutamente nada e a vida continua sendo tão ciclica como nunca foi. Mesmas frustrações, mesmas vitórias. Isso me faz sentir um grande e absurdo tédio. De mim, das coisas ao redor, da certeza do imutável pois tudo parece obedecer um único padrão.
Passei por uma loja hoje e vi o sofá que eu sempre quis...e, ao contrário de tempos atrás ele me pareceu impossível de se alcançar. Meus cabelos não estão como eu queria. Sempre curtos, claro. Mas com certeza eu não sou assim.As vezes sinto falta de mim. Que ando bem perdida dentro dos meus próprios conceitos e sonhos. De repente nem vale a pena sonhar muito e tudo aquilo que eu pensava quando caminhava na Vergueiro até a Av. Paulista não passa de chavão romântico. Sim. senhoras e senhores: A vida é podre e pobre. Por mais rico e bem intencionado que seja seu coração, ainda assim vão te atropelar e nem sequer perguntar se há fraturas. A vida é difícil e muito poucas vezes você vai ser feliz. E menos ainda, se ousar incluir alguém nisso. Doce ilusão. Ingênua e desgastada mania de achar que as coisas vão melhorar. Na verdade nunca vão. A gente cresce para umas coisas e vê a vida de outra forma. Isso muda. Mas implica em ser cruel ou não. Parabéns àqueles crescidinhos que optaram pela crueldade. Eu não fiz a melhor escolha. E não posso voltar atrás.
Por isso, olho a minha volta e vejo pessoas pesquisando o melhor roteiro turistico dessa cidade, que escolhi como moradia até o fim dos meus dias, e extremamente engajadas nessa tarefa de me fazer conhecer as coisas bacanas. Olho e nada sinto. Não sei se deveria me sentir importante ou um pequeno brinquedinho diferente que fala com outro sotaque.
E, quando faço alguma miraculosa invenção gastronômica isso é bom, ou apenas alguma coisa comestível que ninguém mais faria com tanto prazer e dedicação quanto eu? Não por falta de talento mas por excesso de mimo. Não. Mais uma vez não sou eu, embora nunca será ninguém. Por que, no intimo de cada um de nós há uma única certeza, algo que fala mais alto em tudo:"Não estou nem aí pra você. Primeiro eu."Eu sei. Hoje eu queria ser assim e viver isso. Só hoje. Mas não consigo.Não se preocupem...isso passa. Até uva e banana passa.
Bom final de semana. O meu não vai ser. Mais um. Que péssimo gosto
para coleções eu tenho, não?
LEMBRE-ME DE NUNCA MAIS QUERER SURPRESAS

quinta-feira, 23 de outubro de 2003

QUERIA UMA BOA SURPRESA HOJE.

quarta-feira, 22 de outubro de 2003

Não sei exatamente se devo questionar ou
não:
Acordei meio estranha, ganhei flores de plástico no meu sonho, dormi
cheia de dor de estômago. Aquelas que antecedem sensações psicologicamente
ruins.
Olho no meu miranda e não o vejo. Ai me pergunto. Devo perguntar onde
estava? Curiosidade...será que não beira uma discreta invasão de privacidade. ÉE
possivel que estivesse tocando violão...não sei. Nem sei se me diz
respeito.
Tô ficando meio perdida nesse conceito todo. O que é meu, dele,
nosso. Até aonde eu devo ir. Será que já não deu a cota? Tenho medo do
desprendimento. Mas tenho mais medo do sufocamento. As vezes fico sem saber o
que pensar e a falta de pessoas conhecidas nessa city aumenta mais minha
confusão mental. Ai eu venho aqui e escrevo um texto parecido com um diário, um
desabafo.
Mas...onde estão os limites justos? Eu não sei de nada. Sei que
queria saber o que fazer mas não sei. Hoje acordei meio pra dentro, confundi-me
com meu estomago e estou interna, medrosa e esquisitinha. Queria pular de
para-quedas e achar amp3 da Vanessa da Mata.

terça-feira, 21 de outubro de 2003

que horror. nao tenho dreamweaver, meu computador é uma lenda pra trás e a vida continua.
alghuém pode me dar um tiro!!!
fazer site em home site é demais pra mim. não sobreviverei!!!

Eu não entendo porque a gente sempre tá mentindo pra gente mesmo. Criando espectativas que não cumpriremos, usando do artificio da palavra "adiar" para tomar decisões a muito tempo já estabelecidasd dentro da gente.

eu não entendo a fome, a violencia particular de cada dia refletida nos meus atos e naqueles que esperava um pouco menos que carinho, ou pouco mais de solidariedade.

Eu não me entendo, não entendo o outro, não decifro futuros e sinto falta de alguém que nunca vou ter. Só não queria surpresas tristes e magoas brotadas. Eu queria tanto sorrir o meu sorriso particular.

Eu queria entender o amor, a paixão, o ódio, a dor. Mas apenas consigo divisar um pouco de mim mesma e a vontade de não entender me parece mais certa e exata. Até onde já fui, tive medo. Ver mais um pouquinho...não sei se meu universo sobrevive
Governo federal avalia a hipótese de renúncia coletiva de ministros
21/10/2003 - 06h00 - da Folha de S.Paulo, em Brasília

upa!!!

Tem gente virando a casaca? Ouse tocando que politico emergente não funciona?
Tem gente que não se acha emergente...e a hora que perceber que é? Comé que faiz?
Renuncia por falta de capacitação politica. porque percebeu que fazia churrasco no fundo do quintal enquanto a ditadura detonava no Brasil...mistérios insondáveis da politica tupiniquim.
viva las mega babys!

segunda-feira, 20 de outubro de 2003

VOU..
VOU COLOCAR LINKS PARA BLOGS INCRIVEIS QUE TENHO VISTO!
minha trilha sonora de hoje:

Abrir a porta do dia
Entrar sem pedir licença
Sem parar pra pensar
(Pensar em nada)
Legal
Ficar sorrindo à toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua
Pra viver e pra ver nao epreciso muito
Atençao a liçao esta em cada gesto
Ta no mar, ta no ar, no brilho dos seus olhos
Eu nao quero tudo de uma vez
Eu so tenho um simples desejo
Hoje eu so quero que o dia termine bem
Hoje eu so quero que o dia termine muito bem

Fogo. Semana começa fogo.

Em casa, a brincadeira se transforma em ressucitar final de semana. Das cinzas. Como fenix.
Alguem pode me explicar porque, justamente quando a gente tem que agradecer a gente ignora? quando tudo vai se transformando em bom a gente tendenciosamente n?o quer largar o ruim, o tragico, o deletavel? e mesmo, quando ele ja nem faz mais parte da nossa vida, a gente ainda o encontra de frente, num domingo a tarde e nada sente de tao forte. E ainda assim achamo-nos presos a maré de ma sorte? Por que? por quê???

sexta-feira, 17 de outubro de 2003

Agora eu tô começando a enteder a coisa...
"...A China é o segundo maior parceiro comercial do Brasil, só perdendo para os Estados Unidos. Empresas de diversos setores --como a mineradora Vale do Rio Doce e a fabricante de sucos Del Valle-- têm direcionado investimentos para exportar para o mercado chinês.
A idéia dos empresários é aproveitar as novas oportunidades oferecidas pelas taxas de crescimento próximas a 10% registradas na China, o país que mais cresceu na última década.
De olho no mercado chinês, o governo brasileiro também tem incentivado essa aproximação comercial investindo nas relações diplomáticas entre os dois países."
tirei da folha de sampa. ser? mesmo???? o Brasil viu longe? Ser? que n?o foi chute no escuro?Mistério.

Nem acredito que isto é possivel. To sentada en frente ao micro navegando pela internet como um ser humano normal. E não estou trampando como uma condenada... Que momento mais lindo. E a droga do html nao quer colocar fonte verdana...Nada é perfeito. Fazê oque???





Tomar banho gelado, viver sem iluminação. nao poder sair de casa. isso me lembra a Bolivia. Mas sou eu mesma.

Hoje esta um dia lindo de sol e calor. E a noite tem um churras do meu trabalho... E hoje pode ser o ultimo dia com esse layout podre!!!Para sexta feira:

Seja razoável, peça o impossível.


(slogan dos estudantes franceses há trinta anos)

E bom final de semana povo.

quinta-feira, 16 de outubro de 2003

Hoje é um daqueles dias doces.

De divisas calmas.

Daqueles dias em que eu perfeitamente me encaixaria nos braços do meu tão fofo e ficaria por lá, até romper o primeiro stampido de uma guerra civil.

Não me importaria com nada mais que aquele exato momento. Minha trilha sonora de repente poderia ser Lauryn Hill ou Keb Mo, não sei. Seria especial, novo como o sentimento que tenho dentro de mim agora. Seria real acima de tudo.

Não tenho o que escrever, não sou boa em frases de amor e declarações. Sou prática demais pra isso. Mas hoje eu queria muito ter o dom dos poetas, daqueles que brincam com palavras, para dizer o quanto é bom estar onde estou, com quem estou.

E como é importante até as revoltas e as linhas de tensão e quase ruptura. Faz perceber a falta que faria, se não tivesse.

Adoro Tão, tanto e sempre. Até que acabe. Doce, como o começo.

quarta-feira, 15 de outubro de 2003

...e cada vez o layout fica pior...Tão!!! Blog Novo!!! Blog novo!!!

meu blog. meu laboratorio de otimização.

segunda-feira, 13 de outubro de 2003

como sou uma trabalhadora feliz!!!


tenho um mouse novo, um teclado novo uma mesa num lugar novo
e uma máxima distancia nova!!!

Quando a gente tem um namorado tão fofo a história
fica totalmente diferente. Chega de ficar quebrando a cabeça com layouts
para blog. Vou migrar para o mais fofo de todos os layouts: tãozinho
fez um pra mim, quer dizer, pra nós e ficou show! aqui tem uma palhinha
pra vc ver como vai ficar.

Final de semana tranquilo, porre, beijos, coisinhas, incêndio na sala
(no sentido literal também)e a vida segue seu fluxo.


Falo pessoas!


 

sexta-feira, 10 de outubro de 2003

ladys
and gentlemans...segurem-se pois Íris estará na área em
breve!

quinta-feira, 9 de outubro de 2003



estágio as 13:30:


         CE
PARA TÃO



essa
coisa de mudança é legal.

Hoje, ao dar uma "quase" finalizada no meu novo blog, senti, num vago
instantesinho, um cheiro delicioso de casa nova.

meu blog é até velhinho, Tem o peso dos anos que sai de casa e
assumi minha identidade propria e, com isso, todas as consequencias dessa decisão.

Tá, quem acompanha dos tempos de antes da facu sabe que ele ja mudou
de nome, de top, eu até ja tentei mudar de conteudo mas esse ai é
totalmente meu ser gritando. Impossivel mudar de uma hora pra outra. e, de certa
forma ele tem mudado.

Mas o fato é que, quem me conheçe sabe...eu odeio despedidas.
Sou capaz de adiar decisões só para não ter que me despedir.
Por isso adotei uma medida que não resolve mas cheira menos saudades:
Fazer de conta que nao é comigo a mudança.

Mas nesse caso nao deu. e, logo apos eu sentir esse cheirinho de casa nova que
eu ainda sinto, me vieram varias imagens infantis. Lembrei da vez que meus pais
compraram sua primeira casa propria. eu era bem pequena, quase menor que a Kelloca
(minha São Bernardo de estimação) e a gente, lá
em Sampa, nos idos de 86 (quando eu pensava que poderia ser presidenta da republica
e criava planos de governos extremamente vermelhos). Lembro me do dia da mudança:
casa vazia, eu, a tv, e a kelly para tomar conta de mim...e eu dela. Eu olhava
aquilo tudo e via um mundo novo, novos amigos, quem sabe minha irma me deixaria
fazer amizades e por seu nato mau-humor, desta vez nao brigasse com toda a rua
(como era de praxe), eu teria um quarto maior, a kelloca mais espaço
e a katitoca (minha gata) poderia ter um muro bem grande só pra ela,
quem sabe meu pai melhraria da saude e minha mae tb, pensei na escola, nos amigos.
Senti o cheiro da casa nova, olhei a kelly estatelada atrás de mim, num
sono babento só dela, liguei a tv (tava pasando um filme muito antigo
na sessão da tarde chamado tamy), deitei em cima da Kelloca e fiquei
assistindo e tomando chocolate. chovia e fazia frio. e foi uma tarde cheia de
novidades e possibilidades.

O novo é repleto, é grande e rapidamente envelhece. hoje é
quase o fim do velho blog e inicio de outra fase. bacana. mundanças.
sempre surgem para nos salvar de nossos medos cotidianos. Aproveitem o dia.



quarta-feira, 8 de outubro de 2003

tem um jantar bacana que eu queria ir e nao vou
tem frases que gostaria de dizer mas nao digo.
tem beijos e intermináveis noites de amor que adoraria viver mas nao vivo.
todos esses nao sao unanimes em seus motivos em uma palavra: falta.

O que pode levar o subconsciente a te fazer sonhar com
ferramentas de busca?

Eu tenho um namorado que é assim. E embora ele seja maluco e estranho
ele é legal.


Bom, começa um up nesse blog podre, mas antes,
aqui vai uma coisinha que recebi muito fofa de um desses anjos marginais que
me perseguem, nao sabem nada da minha vida, mas acertam em suas poesias de alma.
Valeu!


"...tudo é provavelmente incerto e duvidoso,
ainda mais que a fé, inimiga dos tempos modernos, apaga as esperanças.
vcs crescem e isso significa muito. bem mais que qualquer ideologia ou escolhas
frustradas. o caminho é esse e está na sua frente. antes mesmo
de vc se dar contar das pedras. Confia em si. Postura e, acima de tudo, amor
pelas causas. ainda que pareçam estar perdidas. antes do ultimo suspiro
ainda há vida."


Bom dia guerreiros de si!


 

terça-feira, 7 de outubro de 2003



Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz
Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz
Não me deixe só
Tenho desejos maiores
Eu quero beijos intermináveis
Até que os olhos mudem de cor
Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz
Não me deixe só
Que meu destino é raro
Eu não preciso que seja caro
Quero gosto sincero de amor
Fique mais
Que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem
Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Mas não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz
Não me deixe só


segunda-feira, 6 de outubro de 2003





haviam cacos na janela. do alto do morro, onde finas e frias gotas se fundiam com o brilho imenso da luz incidindo sob os fragmentos de vidro. dispostos, separados, alheios as tanta e diarias quebras e rupturas. ainda assim. haviam cacos na janelas.
eles estavam la por mera expressao de desleixo, esquecimento do dia comum, vaidades projetadas para um olhar distante, nao para aquela janela. e o projeto primeiro, da linda varanda se desfez tao rapido pois haviam cacos gritando tao alto que a natureza dos objetos imoveis naquele salao se fazia decrepta, inutil. infieis e mesquinhas coisas que compactuaram para que, ainda la, esquecidos, continuassem. haviam cacos nas janelas.
a moça chorou ao passar suas delicadas maos por sobre a rica moldura que sustentava o rico vidro que hoje jaz num mar de pequeninos pedaços. a moça sente o corte ainda fresco e infantil daquele que a muito havia sido belo e elegante. que se faz com eles? nao sao meus. sao teus. teus cacos. minhas janelas. inutilmente vivendo ali, fractos, indecorosos. brilhantes e antiteticamente perfeitos. cortantes. ferozmente apaticos e inofensivos. muito simples: nao chegue perto. nunca. nem por curiosidade, daqueles cacos, daquelas janelas.



fala assim pra todo mundo ver e entender:
"...um dia, depois de 2003, eu vo virar um esboço de livro. E depois, com a sorte que vem favorecer as mentes que trabalham, vou ter forma e ação de um grande e bacana livro.
vou tentar ajudar as pessoas ao redor a descobrir, como um dia ela descobriu. que viver está intrínsicamente ligado ao além da objetiva. E isso vai ser legal."

O blog

sexta-feira, 3 de outubro de 2003

olha que bacana
pra meditar no final de semana: *****
odeio mudar a cara do blog! nunca consigo!

quarta-feira, 1 de outubro de 2003

Falar de perdas. de novos mundos.De oportunidades perdidas e sonhos irrealizáveis. Falar de mim, de voce que todos os dias acorda com a nitida impressão de algo novo pode mudar o curso de sua vida. Sempre perdendo a noção da realidade, mas inserido novamente em seu contexto no passar do tempo.
Contar as horas. Mudanças acontecem em tempo real desde o momento em que arquitetaram esse universo sem descanso. E basta olhar para o futuro e ter a exata noção de que tudo vai mudar.
e o hoje, que é grande e infinito é apenas uma parte de uma vida inteira que moldaremos nao smente com vida e vicios mas com projeções e sonhos. Sonhos que podem nos conduzir aos céus das vontades ou ao inferno do desespero.Mas a reprogramação é simples: A cada dia sua noite,e a cada bem o seu mau. Minha avó dizia isso. e ainda hoje funciona.
me pediram para falar de trocas e perdas...na sequencia leitores anonimos, falarei.