domingo, 24 de dezembro de 2006


Férias!
Boas festas e até 2007

sábado, 16 de dezembro de 2006

Pois é...eu me afasto desse blog e ele ja começa a enferrujar..tsc...tsc...me deparou com o serviços de "comentários" fora do ar...

bom...combina comigo que também estou fora do ar. Sabe aquela sensação de que tudo está forqa do controle e você não está nem ai? Pareço uma drogadita (nisso até o excesso de maracuja tem a ver) viajando e não observando o mundo desabar.

Na verdade num tem nada desabando...desde que eu fui no show do Paulinho mosca acho que estou apaixonada...não pergunte por quem pois este "quem" não existe...acho que é pelo Paulinho mesmo. As letras dele são excelentes e ele é poeta...embora cante com a garganta seus agudos (o que para uma quaaase profissional na área é uma tragédia), ainda assim me caso com ele...ou até um caso tá bom...desde que renda uma poesia que vire musica...ele é muito tudinho.

Final de ano, férias se aproximam e eu estava com meu destino certo até comentar com minha irmã que fez muchocho (leve torcida de nariz acompanhado com uma boca estranhamente inenarrável)...ai já to pensando em ficar aqui mesmo, fugindo dessa porcaria de sol portoalegrense que é mais forte do que todos os sóis que já estive com o globo (cabeção) à mostra...odeio verão, detesto sol e abomino minha pele queimando mesmo com os falsinhos e dissimulados filtro solares.

Bom...final de ano é sinonimo de festas e festas são sinonimos de confraternização. Das que eu fui eu gostei da do dojo. Adoro meus colegas samurais...hehe...hoje tem a da empresa que aliás ja estou teoricamente atrasada...aimeu...calor desanima o cristão...

Quanto ao meu natal e ano novo passarei com minhas bebês que ja estão cansadas da minha não presença. Hoje fui ao pet e comprei o remedinho delas, um shampoo e um perfume muito bom que estou seriamente inclinada a usa-lo hoje a noite mas temo fazer sucesso com os gatos de origem felina.

Meu cabelo continua comprido e eu estou praticamente um amor. Nada nervosinha...tá...a não ser em casos isolados. Agora não sou mais uma nervosa globalizada.
Acho que a serenidade vem do Paulinho Moska meu novo amor...vou fazer um foot printting dele no google para ver se descolo um encontro...hehe

Beijos e abaixo vai uma musica linda e fofa do meu amado Paulinho...


Sim, tudo agora está no seu lugar
O Universo até parece conspirar
Para que não seja tudo em vão
Tanto tempo esperando esse amor
Sim, parece até que nada em nós mudou
Tanta coisa a gente inventou
Pra chegar afinal onde sempre eu te quis
Ver chegar

Paixões que eu vivi como se fossem uma
A tua espera sempre foi assim
Contratos feitos com o tempo

Amores são sempre possíveis
Sim... Sim
Sim, tudo agora está no seu lugar
O Universo até parece conspirar
Para que não seja tudo em vão
Tanto tempo esperando esse amor

Sim, parece até que nada em nós mudou
Que Tanta coisa a gente inventou

Pra chegar afinal onde sempre eu te quis
Ver chegar
Paixões que eu vivi como se fossem uma
A tua espera sempre foi assim
Contratos feitos com o tempo
Amores são sempre possíveis
Sim... Sim

Amores Possíveis

Paulinho Moska

quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

to querendo realmente matar um...muito brava...muito mesmo...

sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

Então...acordei com a garganta podre...tipica de começo de amigdalite...a ameba aqui dormiu de circulador de ar na cara e não se cobriu...e a ameba que voz escreve é fresca...justo amanhã que marquei uma baladinha...nunca marco nada, nunquinha(pelo menos ultimamente)...quando me empolgo...fico podre...

vo te falar...nasci para ser loser...

terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Acabei o vídeo la do trabalho. Minha irmã vai mudar de estado e isso me faz chorar...muito. É uma desestabilidade não planejada, uma notícia ruim para meu egoísmo infantil e um golpe para a minha necessidade de meus pares.

Mas tô feliz por ela, depois de passar a imensa massa de agua e sal que sai dos meus olhos, seguir seu caminho. Nem vai ficar muito longe mas sinceramente isso me deixa muito triste.

Acho que preciso dormir para colocar a mente cansada em dia. Muito stress ultimamente e eu ainda tenho tanto a fazer. Desapaixonei do meu amor platônico. Engraçado...acho que procuro realidades mesmo. Sou algo complexo mesmo...os não platonicos agora começam a me fazer brilhar os olhos...mas ainda estou com má disposição para relacionamentos afetivos...mesmo porque nesta exata altura do campeonato qualquer cara que não fosse no mínimo um santo, iria sair perdendo. Tô chata, desanimada e absurdamente carente de colo...coisas que não são da alçada de um namorado e sim de pais, mães, avós e afins...

Domingo fui num show lindissimo do Vitor Ramil com o Paulinho Mosca...tudo de bom. Nem chorei...hehe...agora larguei meus punk rocks e to ouvindo os caras, resolvi ler o livro do Vitor que eu tenho aqui. Li e agora gostei...o melhor é que li em francês e, pasmem: entendi.

Num vou colocar acentos e rever as pontuações pois to down...vou lá fazer minhas bebes exercitarem seus pelos e depois dormir...espero que hoje a overdose de passiflora surta efeito a noite pois ontem eu parecia um zumbi drogado dentro do departamento e a noite ligada no 220w...uó

...sim, maracuja faz efeito calmante na minha pessoa assim como antobióticos me agridem a ponto de ter alergias...fresca sim.

bjos

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

hum...nem sei...quero colo...