quarta-feira, 17 de maio de 2017

Semana de 30 dias



Hoje é quarta-feira... Meio da semana. Mas a intensidade das emoções, acontecimentos e re-significações deram a ela uns 30 dias a mais.

Já fiquei cansada, deprimida, feliz, fui para o inferno e voltei trazendo amigos, meditei e vi coisas que não queria ver. Aceitei e dispensei. Trabalhei, perdi e ganhei.

No computo disso tudo uma coisa é certa: Estou meio cansada e meio em paz. De certa forma, existe uma superação de limites fortíssima acontecendo aqui dentro. Ainda confusa, meio sem norte mas com a certeza de que vou saber escolher as melhores escolhas.

Tenho medo. Sim. Medo talvez seja o maior adjetivo desta semana de 30 dias. Medo de não dar conta, de não conseguir, de errar, de não saber distinguir o que é meu e o que é do outro. Mas ao mesmo tempo, de uma forma singela e protetora, acho que estou caminhando bem. A meditação, o estado de pensar focado e a certeza de que tem coisas que me assustam identificadas me ajuda a definir minhas estratégias e caminhos.


Hoje me vi reclamando de um jogo de xadrez que tenho jogado com um amigo. Olhei as peças, sem estratégia, espalhadas e desalinhadas e pensei: refletindo meus dias até no xadrez. Ali estou perdendo e não consigo aprender. Mas na vida estou aprendendo e não consigo perder. 

Isso é bom, isso é maduro e faz parte da vida de verdade. 

Gosto do que vejo e sinto. 

Ainda que esteja tudo caótico, a certeza do “tudo bem” me deixa em paz.

Postagens relacionadas

Semana de 30 dias
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.