sexta-feira, 29 de janeiro de 2010


ééé...eis que o fim de semana teve que chegar. La fora chove e faz sol, 29º e eu sinceramente me sinto suave e sem calor...logo terá um arco iris que com certeza vou fazer questão de achar que é em minha homenagem, pelas loucuras que aconteceram durante estes pequenos 5 dias.

A mariposa realmente trouxe transformações...rezam as lendas misticas que borboletas em gerão significam transformação ...acho que tem a ver com o fato de lagarta-pupa-borboleta (os botanicos me desculpem mas não sei se escrevi as fases corretamente).

Eu tenho pavor de borboletas. Não me pergunte porquê...eu simplesmente tenho e a unica pessoa que entende isto de forma normal é minha irmã pq cresceu comigo apavorada com borboletas...bichos peçonhentos eu acho nojento mas nenhum me provoca tanto "panico" com uma singela borboleta...

...e uma destas entrou em minha casa previamente desenvolvida para ser um abrigo anti-borboleta e resumindo a ópera, na luta contra ela quebrei minha TV, detonei minha coluna e minha cabeça com a pancada quando cai...enfim...isto não ficou ai apenas...

...além do valor monetário seriamente envolvido entre Pronto Socorro, remédios e eletrodomesticos também o valor emocional foi desastrosamente significativo. Tive que mudar alguns habitos em casa como dormir longe do local que a borboleta se encontrava (ela estava em cima do guarda-roupa), não assistir meus seriados da warner prediletos e meu imperdível bob esponja...foi como se a minha casa, meu santo lar fosse totalmente maculado por um inseto...e eu humana que sou não dava conta de lidar com esta invasão de forma coerente.

Enfim...como sempre faço em ocasiões extremas meditei e aprendi muito acerca disto tudo. Entendi o incomodo, cuidei da coluna e a cabeça continua daquele jeito básico com neurônios crazypeoples...mas foi dificil...ainda estou dormindo fora do local habitual e agora é a Boolie que dorme comigo e não a Pepa. A transformação ocorreu dentro de mim e entendo agora, embora ainda siga apavorada com borboletas, que a transformação que ela anunciava quando voou para cima de mim, praticamente querendo fundir-se a meu branquelo corpo, aconteceu sim...e eu nunca mais a vi desde aquele dia.

Enfim...ainda não vi o arcoiris da chuva la de fora...mas ele está lá em algum lugar...como todas as borboletas "transformativas" devem estar em algum guarda roupa dentro de nós...só esperando o encontro...

Que o fim de semana seja abençoado pelos deuses que guardam todos os arcos iris, todas as transformações e todos os novos caminhos!

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.