segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Medo de escuro


Medo de escuro...

Hoje eu não quero dormir no escuro. Tem um medo chegando de uma solidão que já existia a muito tempo quando tudo fica sem luz...mas parece que exatamente hoje ela vai ser mais notória, abusiva e inquisidora.

No escuro todo mundo está sozinho. O mundo da imaginação passa a ser o guia de todas as nossas movimentações. Todos os registros de memória se tornam nossa referência neste estado de escuridão.

Hoje eu tenho medo do escuro. Um medo crescente de todas estas imaginações que crescem a medida q a luz do sol vai embora. As sombras parecem desenhos antigos de ações que ainda não aconteceram.

E não adianta você me abraçar quando a luz faltar e nem falar comigo palavras doces e adequadas pois não vou te ver. Não terei teus olhos nos meus e tão pouco a certeza das tuas palavras. Posso imaginar que você me abraça e me diz coisas assim.

Eu tenho medo do escuro de hoje. Não quero dormir. Nem quero ficar só. Mas meu querer ainda não está certo de que consegue mudar esta noite.

Postagens relacionadas

Medo de escuro
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.