terça-feira, 25 de julho de 2006

Eu tenho um melhor amigo. Antes eu não sabia definir o que isso exatamente agregava em valor.
Mas acho que melhor amigo é aquele que conhece teus infernos e faz deles um panorama mais ameno.

Acho que também é aquele tipo de pessoa que olha a tua fotografia com lentes de aumento encontrando detalhes que a gente, na pressa nem percebe.

Eles são sabios para a gente e dão bronca. Mas a melhor parte é poder compartilhar os infernos. É como se ele tivesse grandes asas e tirasse a gente dali.

Mas sabe o que é melhor mesmo de tudo isso? O que dá toda uma graça para essa relação? É ser melhor amigo do melhor amigo.

Sim, as vezes a gente é melhor amigo de tantos e nenhum é nosso melhor amigo...aquela coisa dos infernos...

Eu gosto do meu melhor amigo porque ele vai aos meus infernos e eu vou aos dele com uma maestria muito real.

As vezes penso: Por que ele é meu melhor amigo? E me respondo sempre que não sei. Sei que vai aos meus infernos sempre que é necessário e sei que quando ele esta lá no dele, no fundo, escondido e com medo. E como bem sei o caminho, desço lá e o tiro ele...

Num sei se a distância facilita a amizade, se atrapalha, se esse tipo de convivência mais digital que real é saudável...apenas sei que ele é meu amigo, meu chapa e meu japa predileto.

Conheço um pouco ele mas o que conheço é de verdade.
Vagamos por infernos e nos encontramos.
E isso é confortante...dá a impressão de que o melhor lugar para se viver é exatamente viver o melhor e o pior de dentro da gente...mas compartilhado.

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.