terça-feira, 13 de junho de 2006

Ok, dia de primeiro jogo da seleção e eu a mais sem graça torcedora num tô nem ai para isso...tô mais preocupada com as aulas que não vou dar mais...corta meu coração...sentirei tanta falta que ninguém em nenhuma letra seria capaz de expressar. É um momento meio de devolver aquilo que aprendi com a vida sabe...conhecimentos que não falo com meus amigos é ali, naquela sala gigante da UFRGS que eu falo abertamente dos meus conhecimentos escondidos pelo futil desenvolvimento do dia a dia. Tô triste. Ando muito chorona e bagunçada também...reflexo das confusões internas.

Na real, queria que o tempo voltasse e eu pudesse rever alguns pontos que hoje me fazem pensar assim. Tenho uns medos, umas coragens estranhas, umas empolgações desafinadas...mas nada muito táctil ou exprimível.

Hoje queria não ter que parar de dar aula. Mas isso implica em mudar muita coisa lá atrás que fizeram parte de escolhas lucidas e que devem seguir seu rumo.

Aiquedroga essa coisa de crescer...tô incomodada...muita coisa me deixa assim...ainda bem que vou pra casa da Claudia...hoje estou chata...mal humorada e boba...

Queria respostas sabe...resposta para as coisas que vão dentro da gente e depois das que passeiam dentro dos outros e fazem duos com as nossas e sem perceber nos envolvem tanto.
Queria não achar que fiz besteira...mas sei que fiz. Estou sentindo dentro de mim as mudanças que as besteiras promovem. Há muito tempo eu não fazia alguma coisa fora do esquadro. Sempre tão comedida, reflexiva...fiz caquinha.

Credo...tô parecendo adolescente...que ridículo...os sentimentos sao foférrimos mas estão praticamente 15 anos atrasados...quer saber...num sei...começou agora uma super luta de mim contra mim mesma...vou trabalhar.

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.