terça-feira, 10 de janeiro de 2006

Fico pensando naquelas pessoas que tem ouvido absoluto...No restaurante que eu almoço tem uma vóz que consigo disntinguir a metros de distancia. Aguda, dissonante, semi tonada. Algo que me arrepia a espinha de um modo absurdamente infantil, remetendo a velhas fábulas contadas por minha avó Paula...ai me vem a idéia que eu, basicamente tendo ouvido para escutar e assim mesmo deixando de ouvir muita coisa, já me irrito com a cidadã (adivinha a cor do cabelo...). Fico imaginando como devia ser alguma coisa complexa a vida de Betoven...ou...descendo o nível...penso em meus maestros...Buchala, Lineu Soares...caraca...Mundo complexo e cheio de sobreviventes...vou mudar esse blog...aguardem.

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.