quinta-feira, 29 de dezembro de 2005

Hum...finalzinho de ano...não poderia deixar de escrever alguma coisa aqui...muito embora devesse estar trabalhando que nem camelo condenado a morrer de sede levando água para os outros no deserto...credo né?

Praticamente uma tragédia grega em terras árabes...muita confusão regional essas frases...multiracismo em tiradas...uó...só podia ser fruto de uma mente cansada...cara...tô com olheiras ridiculas.

Detalhe que minha genética nunca me permitiu olheiras...e hoje eu me olho no espelho e vejo uma branca quase sem manchas (ótemo meu tratamento! amo meu dermato!) de cabelos esbranquicados (novos nascendo! amo meu dermato novamente) e boca vermelhona (contrastes com o branco papel da cara pálida) com duas bolas pretas em volta dos olhos...preciso de cremes...mas acho que prefiro cama.

Para completar a insone vida de Iris, não bastando os multiplos trampos que eu tenho agendado e outros com previsão de agendamento, resolvi dar um presente de natal para a Boolie Boolie: uma irmãzinha.

Sempre na monocromia a pequena (que dá duas em tamanho e pelos...arght...da Boolie) Penélope (super charmosa) é cinza de olho verde e com a mesma cara de sapeca que a Boolie tem.

Muito romântico e bonito meu gesto, não fosse o pequeno detalhe de "adaptação". Pois é...hoje elas se deram a primeira encarada pacífica e a Pepa (Pepa Pop é o nome da Penélope...gracinha né? Boolie Boolie e Pepa Pop) agora tá até miando dengosamente...mas ainda não comeu...a Boolie é muito chata.

Traduzindo isso para o "humanês" imagina uma criança falante, estriquinada rondando o dia todo uma mulher adulta e em fase de adaptação, ambas desconhecidas...essa é a realidade das duas lá em casa. A Boolie fica enlouquecendo a Pepa com seus brinquedinhos pulantes, corridinhas malucas e saltinhos sapecas...confesso que tenho dó da Pepa...a Boolie é absurdamente loka.

Bom...ainda não vi muito resultado positivo para minhas mãos arranhadas...a Boolie ainda não trocou o alvo das mordidas...mas pelo menos tem o que fazer quando estou atarefada na frente do meu micro trampando...fica aloprando a Pepa...mas to separando elas ao menos para EU dormir bem. Dividi a casa em territórios e a Boolie continua dona da minha cama...e a Pepa tomou conta da cozinha...ai...

No mais tudo tranquilo, sem grana, sem bogu...percebi que sou péssima administradora dos meus bens e 2006 vai ser tudo tabelado, não farei nada fora da planilha...nem adquirirei bens que estejam foram das aspirações pré agendadas por esses dias. Esse ano a quantidade de "imprestabilidades" adquiridas foi gigante:olhar focado

"No" loves, "no" saco para loves na real... na real não vejo a hora do fight de 2006 pois com as dúzias de projetos que tenho em mente já sei que vou chorar muito, trampar muito e aprender muito acima de tudo...hum...vou apanhar muito também, afinal quero ser samurai de verdade...hihi...sempais que me aguardem:gambatê

Esse ano...hum...foi bom...muito agressivo na real...tudo foi muito hard core em todos os aspectos e nada que eu vivi foi soft...tudo extremo e tumultuado. Na moral, esse ano me cansou...não fosse minhas pseudo "férias" acho que hoje estaria louca. Mas ano que vem não quero nada me pegando de surpresa tão agressivamente como esse ano: viver light (hihi...to de dieta).

Minha família estranha está próxima e estamos, dentro das possibilidades, nos relacionando muito bem. Meu sobrinho é um fofo e moral da historia: nada como um dia após o outro.

Saúde Ok, amigos...hum...ando stressada com eles...de um modo geral...mas acho q é coisa do meu dda nivel "palmares longuinguos de elevação" que me impede de ter paciência com todos eles. Entrei numas de premeditar as frases do próximo e sequer ter paciência para ouvir o outro...bem coisa de hiper atividade mesmo...já futurizando tudo. Sempre me lembro das aulas de sociologia na facu...e das de matemática no médio...

Por isso dei um sumidão e me encarnei nos trampos e prazos. O único amigo que eu tinha paciência por incrível que pareça é o Du...hum...Me desculpem...mas acreditem...Iris "surtada" ninguém merece.

Essa parte "psicologicamente" eu não gostei em mim esse ano. Esse viver acelerado e atropelando...por isso quero sossego ano que vem...principalmente mental. Senti que sai fora da linha de controle nesses últimos meses.

Rejeitei meu primeiro freela por total inadaptação com o cliente (Íris se achando...tsc...tsc...), recebi convites de 3 agências pancadaria (vulgo "muito boa") para trampar, uma consultoria com o Japão...num lembro se foi esse ano...parece que o primeiro semestre passou a tanto tempo que já não estou atinando direito...hihi...hum...profissionalmente foi bacana...óbvio que no limite também.

Bom...moral da história é que é findo esse ano hard core em que aprendi horrores de coisas e respeite outros horrores mais.

Dedico a duas criaturas absolutamente presentes full na minha vida, todo sucesso desse ano: Hu e Ligia

E as melecas que fiz...bom...e não foram poucas...deixo o tempo , vulgo senhor dos enganos, deixar apagar como imagens vivas e perpetuar os aprendizados com cada uma delas (as melecas)

Intenso 2006. En garde!

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.