segunda-feira, 14 de março de 2005

Há muito tempo...não...na verdade nunca me fizeram sentir-me tão promiscua e desprezível como esse fim de semana.A história errada acabou. Karma já era. Até é bom. Ele me fez sentir bem por um tempo mas agora restam estragos apenas. Minha sensibilidade não permite ir além.

Até o fato de não ter pais e estar sozinha aqui foi visto de, certa maneira, cruelmente e sei lá...acredito que não tenha sido por vontade, tentativa de magoar e ferir mesmo...acho que é inexperiência, medo do que denomina diferente...mas sei que não quero mais isso e nada parecido com isso na minha vida.

É engraçado com a gente se ilude com tudo e isso me faz pensar que nada realmente pode ser bom, e que nada realmente deve valer a pena e que a vida será, sem exceção de pessoas, um eterno e incessante encontrar e se perder em tristezas, decepções e ilusões.
Tudo errado.
Não acho que será difícil levantar a cabeça e continuar. Mesmo porque tem coisas bem bacanas acontecendo e pessoas muito especiais entrando na minha vida de uma forma folgada e doce.
Só lamento o erro, o mal entendido e a esperança errada.

Tenho que crescer muito ainda. Só queria realmente crescer tudo que tenho que crescer bem rapido...para não doer mais essa dor.
E espero sinceramente não perder o brilho no olhar e meus ideais...pq parece que tudo coopera para que eu esvazie por dentro, perca o sorriso e ache realmente que minha vida perdeu todo o sentido e descencia o dia meu ultimo "familiar" foi levado a cova.
Não sei...hoje tudo me parece um pouco grande demais. Porque na verdade todos querem realmente apontar e não entender.

Eu te entendo...embora todo esse "entendimento" me doa tanto quanto uma morte qualquer dentro de mim. Te perdoo porque é menino ainda nessa trilha que eu já conheço um pouco mais que voce.
Mas deleto-te da minha alma de menina pois não sei te olhar sem chorar.
Antes, a única coisa que eu queria é que me conhecesse...mas agora não mais...Não adianta nada...Agora só quero esquecer o que sei e não prever mais voce. E essa idéia de te largar me faz sentir bem...sua presença me fere...

Pena que nunca lerá isso...e se o fizesse...não entenderia mesmo...Vou trabalhar.
Tem um mundão de coisas bacanas me esperando do outro lado dessa iris...é pra lá que meus olhos vão mirar agora.

Obrigada pelos fragmentos. Me reconstruo melhor, pela dor que me causaste por não saber quem sou.

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.