sexta-feira, 31 de dezembro de 2004

Quando eu era pequena sempre ouvia aquela coisa de ano velho morrendo, ficando sem forças e talz...sempre tinha, de alguma forma um quê de magia no incio do ano vindouro...novinho e recém nascido.
Aquilo tudo me envolvia tanto que ficava imaginando o ano velhinho morrendo e o bebezinho ano novo nascendo todo cor de rosa e gordinho...
Me dava uma ansiedade infantil de imaginar-me brincando e interagindo com ele.
Bom...passei bons tempos da minha vida com esse pensamento.
E hoje é 31 de Dezembro e são exatas 04:28 da manhã e eu to insone, com a mesma ansiedade de 15 anos atras, revendo os acontecimentos de forma mais adulta e com a certeza de que o ano não é um moribundo personificado e sim mais uma etapa cronológica a ser passada.
É engraçado falar de coisas profundas e ouvir Obi.
Tô curiosa com meu novo ano.
Tantos planos e uma impressão de coisas acertadas ocorrendo.
Acho que a insonia deriva disso. Essa vontade de ver o novo ano acontecendo...não a meia noite do 31 mas no decorrer dos meses, no passar do meu aniversário...enfim...ver o rumo das coisas tomando realidade.
Sei lá...
Já começo a me sentir renovada...Que viagem...Ano morrendo, ano nascendo...Que gostoso cheiro de novidade no ar.
Feliz ano novo!


Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.