sábado, 25 de dezembro de 2004

Natal simpático o meu.
Pela primeira vez não fiquei trsite, não me senti sobrando, não fiz planos para sumir e desaparecer do mapa e me senti tão a vontade que nem sei explicar.
Algo muito semelhante a passar o Natal em familia.
Assisti muita TV, o que é rarissimo para uma Íris tipo eu, e em fim, estou tranquila.
Foi complicado as minhas pequenas manobras para despistar minhas adoráveis amigas e seus convites de ceia de Natal.
Espero realmente que não se magoem...mas Natal pra mim tem o gosto e o cheiro antigo e que não tenho mais: O da minha familia, os pratos que eles faziam enfim...nunca passei um Natal, a não ser o de hoje, realmente bem.
A solidão, ao contrário do que faria a outras pessoas, quem sabe, me fez bem, me fez tranuila e cheia de lembranças felizes passadas e possibilidades futuras de familia.Um dia terei um Natal igual o que minha mãe fazia em casa com a minha própria familia.
Por enquanto fico feliz pelo Natal das pessoas ao meu redor.
Bobo? Não sei.
Mas foi bom e me senti em paz...e confesso que a longos e perdidos 15 anos nunca senti uma sensação tão liberta com a que estou sentindo agora.
Feliz Natal pessoas. Porque o meu, finalmente foi feliz.

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.