terça-feira, 23 de novembro de 2004

Pra variar ultimamente, desde a derrota da minha vontade remota de sair da analise, tenho relembrado muita coisa antiga da minha vida.
E são coisas bacanas...de quando eu era pequena, com idades de um agarismo apenas...tanto tempo se passou.
É engraçado como eu vejo a relação da minha familia real comigo. E como era ausente minha irmã da minha vida.
É engraçado ver e ler a minha pessoinha quando era pequenininha. Há muito eu não crio uma imagem mental, um personagem mirim baseado em minhas lembranças cotidianas de quando tinha familia.
Hoje faço esse exercicio e vejo como isso é bacana e atual. Minha profissão é absolutamente uterina, antigo desejo de uma pequena iris neném, que tinha vários cadernos, onde desenhava tudo e todos, fazia gráficos, esquemas precários, com os devidos requintes que a infância pode proporcionar.
Legal enxergar tudo isso. Legal enxergar a paciencia voltando para dentro de mim.
Meu lidar com amigos de uma forma mais branda, desconectar de outros de forma suave e reconhecer em pessoas que estão ao meu lado a muito tempo, caracteristicas tão particularmente bonitas, que fazem sentido na hora de compartilhar meus momentos com eles.
Tô falando de organização de gavetas mentais, pingos suaves em "ís" distintos.
Meu trabalho está melhor, meu ânimo está retornando e isso é bom.
Não significa finais perfeitos e vida tranquila...ao contrario...mas é mais fácil viver com animo pra correr atrás das coisas.
Há muito não me via tão completa e com pedigre no sentido de passado e não de estirpe.
Pois é...vou tentar retomar meu curso hoje...ando meio sumida mas vou lá...qem sabe eu pego a matéria....é isso então.

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.