sexta-feira, 19 de novembro de 2004

Estou levemente reticente...e certa de que vou me incomodar deveras pelos próximos dias.
Tô projetada, evidenciada...e isso é uma coisa que nunca lidei. E causa desconforto quando se percebe os jatos de inveja chegando perto.
Acho estupido e pequeno esse tipo de sentimento e mesmo assim, terei que lidar com ele de forma elegante e com classe.
Sabe...inveja é sinonimo de incompetência. Querer pra si algo q nao vai ter é ridículo.
Cada um com suas possibilidades e, se quiser correr mais que a perna, trate de comprar uma boa bicicleta.
Tudo nessa vida a gente consegue. Basta existir uma situação para podermos reverte-la.
A equação é simples: paciência, espera de oportunidade certa e disciplina.
Acho burro olhar e lancar jatos obvios de raiva e despeito. Acho ignorante trilhar caminhos que nunca vão levar a lugar nenhum achando que é o modo mais facil de conseguir o que quer. Mentes pequenas, futuros rotos.
É a proporcionalização da realidade da maioria: Sem recursos culturais, sem estudos, sem uma idéia de como pode ser resolvido cada entrave da vida pela falta de expansão mental.
Tô esnobe? Antipática? Arrogante? A realidade é uma só. Trabalho muito nessa vida que me submeti a viver para poder dar continuidade a esse ato. O ato de viver.
Renunciei uma série de coisas e hoje colho sozinha frutos de uma longa e continua jornada dupla e muitas vezes tripla de trabalho. Adoro e até faria a quarta jornada se necessário.
Não me esforço pra ninguem. É pra mim. Para eu poder fazer coisas, comer, vestir, me divertir.
Só lamento cada um que busca meios toscos de ganhar a vida. Deveriam perder menos tempo com invejas e planos de vida facil e estudar mais, ler livros bons, gastar menos com bebida e ostentação e viajar mais, conhecer gente que valha a pena pela sua cultura e nao imbecis que acham o fato de ter carro e celular o maior acontecimento da face da terra.
Ja disse isso por aqui e repito. A vida, caras palidas, é extremamente maior que isso e beira muito mais o filosofico do que o fisico.
Viver querendo promoção e status é burrice. Porque isso não paga conta e nao põe comida em casa e muito menos financia viagens e baladas.
Eu ofusco? Desculpem. É que não perco meu tempo achando que sou. Vou lá e viro. Não fico pensando. Vou e faço.
O risco vai por minha conta. O choro e a derrota também. Mas pode dar certo e eu posso vencer. Essa é a ideia. Essa é a lei. Nada que é realmente bom, é facil.
Nem pra mim e muito menos pra voce. E essa corrida pela propria vida faz a gente perder menos tempo olhando as coisas do outro. A gente muda de tamanho.
Acordar...heis a unica coisa que é necessário fazer. Senão, as rugas lhe cobrirão a face e os cabelos estarão grisalhos e perceberá que nada fez, nada pode, nada é.
E realmente acho que isso, para oportunistas e invejosos é o que menos querem se dar conta. Mas se é assim...porque justamente esse caminho é o escolhido?
Sugestão: Pablo Neruda - A vida
To enjoada...gente pequena me enoja...desculpem o desabafo...

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.