segunda-feira, 1 de novembro de 2004

E a gente acorda, um belo dia, e finge que esta tudo mudado e que, os rumos e valores se modificaram de tal forma a conseguir viver plenamente com as migalhas de aparências, construidas de falsos sonhos.
E nesse acordar esquecemos que despertamos também o lado real, que sente, não se limita e se agride por não poder falar.
Silencio natural da madrugada serena que anda dentro da gente.
Sorrateiramente a espera de uma lagrima furtiva se deixar cair.
Sonhos...simples objetos de desejo que a gente escolhe para lutar, ou para olhar, ou quem sabe até para viver.
Sonhar amor, sem pratica excelente. Alguem ja disse que não funcionaria...mas sequer, na loucura de provar o erro, deram ouvidos.
...
Ta tudo bem, mas não me leve a mal / Tôu com alguém que me tirou do normal
Ligo a TV, quem não me vê, me vê chorar / Pra que fingir, que tudo está tudo bem
Ta tudo bem, se vai mal / Ta tudo bom, vendaval
Pra que mentir, se eu já sei quem ligou / Eu sei de cor o que você nem pensou
Na minha vez, você não quis entender / Fingir pra quem, se tudo está tudo bem
Ta tudo bem, se vai mal / Ta tudo bom, vendaval

...

Postagens relacionadas

4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.